Centro Design Empresa (CDE)


Pular Links de NavegaçãoHome > Atuações > Centros > Centro Design Empresa (CDE)

O Centro Design-Empresa foi criado em 2003 com o objetivo de promover mecanismos de inserção do Design em diferentes setores empresariais do Estado de Minas Gerais através de:

  • Programas, projetos e ações em parceria com diferentes setores empresariais públicos ou privados;
  • Implantação de metodologias, procedimentos de gestão e estratégias de negócios;
  • Capacitação de professores, estudantes e profissionais, para atuação de forma objetiva e pragmática no desenvolvimento de novos produtos e serviços;

As ações e projetos do Centro Design Empresa, nas áreas de Design Gráfico, Design de Produtos e Design de Ambiente enfatizam o micro negócio informal, as micro, pequenas e médias empresas, além das demandas de produção artesanal do Estado de Minas Gerais. Tais ações e projetos se realizam através dos programas “Design e Produção Artesanal”, “Design, Tecnologia e Inovação”, “Atendimento e Inserção do Design nas Empresas” e “Incubadora de Empresas de Design”.

    Coordenação: Profa. Caroline Pagnan

    Localização: Av. Pres. Antônio Carlos, 7545, 5º Andar, sala 51

  • (31) 3439-6510

Sistemas interativos e prototipagem rápida com Arduíno

O grupo de estudos sistemas interativos, Arduemgers, é uma iniciativa dos alunos da Escola de Design e conta com o suporte dos professores do Centro Design Empresa (CDE). O grupo tem como objetivo usar a prototipagem eletrônica como ferramenta criativa, explorando e compartilhando o aprendizado em equipe. Esta linha de pesquisa aplica uma visão sistêmica para o design interativo utilizando prototipagem eletrônica com hardware open source, sensores e redes sem fio. Investiga aplicações de design para processos que envolvam objetos conectados em rede e que produzam e/ou processem informação em tempo real e de forma autônoma. Entre os tópicos desenvolvidos por esta linha, destacam-se: Internet das Coisas, ambientes inteligentes e modelos de fabricação open hardware.

Prototipagem Virtual & impressão 3D

Estudos em ambientes virtuais de novos produtos, materiais e processos; Identificação e desenvolvimento de novos métodos de construção de protótipos e modelos físicos e virtuais; Avaliação e estudos utilizando técnicas de impressão 3D e usinagem 3D em materiais poliméricos.

Otimização de Produtos e Delimitações de Processos Produtivos Aplicados ao Design

Analisar, avaliar e otimizar produtos e processos produtivos aplicado aos materiais poliméricos; Estudar e compreender as delimitações projetuais inerente aos processos de transformações dos materiais plásticos (rotomoldagem, injeção, vácuo, sopro, etc.); Os estudos são direcionados às atividades de design de produtos orientados à realidade das MPME´s, visando aumentar sua competitividade a partir da adequação e dimensionamento correto de seus produtos.

Simulação de Novos Produtos, Materiais e Processos de Fabricação em Polímeros

Viabilização do domínio da técnica e do processo produtivo orientados ao desenvolvimento, permitindo a condução eficiente de projetos, conferindo ao produto final os fatores de confiabilidade, segurança e adequação às situações de uso e manuseio, dentre outros; Simulação das etapas de fabricação de produtos a partir de entradas de dados referentes às variáveis de processo, fazendo uso de softwares de modelação paramétrica e análise FEM (método de elementos finitos).

Design de Embalagem

Estudo dos aspectos culturais, tecnológicos e metodológicos envolvidos e reproduzidos no processo de concepção e desenvolvimento de embalagens; Investigação sobre novas possibilidades de desenvolvimento sustentáveis a partir do panorama histórico e conceitos técnicos fundamentais.Abordar a temática do design de embalagem de forma a promover o desenvolvimento projetos de pesquisa relacionadas à inovação e sustentabilidade em design; Pesquisar o panorama histórico da embalagem e promover a compreensão contextual da atividade de design de embalagens na reprodução dos valores culturais de um território; Estudar os principais materiais e processos de produção de embalagens: materiais, técnicas, processos e tecnologias aplicados nos diferentes níveis e etapas do processo de concepção e desenvolvimento; Estudar a embalagem no contexto do ciclo de vida de um produto, com o objetivo de elucidar novos métodos e processos que contribuam à otimização e ou redução de insumos materiais e energéticos empregados em um sistema de embalagens; Estudar a embalagem em suas relações com o produto e com o usuário consumidor.

Auto-produção, co-criação e empreendedorismo no Design de Produtos

Fundamentar e estabelecer métodos de desenvolvimento de projetos que permitam e sejam baseados na participação de diversos atores, com a finalidade da otimização de resultados, com alinhamento com o empreendedorismo e a inovação em design. As ações previstas contemplam apoio para atividades de pesquisa, ensino e extensão, apoiando, através de cessão de espaço físico, infraestrututura e consultoria de professores lotados no CDE.

Design e Inovação

O design assumindo o papel do atendimento a empresas com foco em estratégias, desenvolvendo diagnóstico de maturidade para inovação e compreensão da importância da aplicação do design. A partir do diagnóstico são mapeadas ações a serem aplicadas, indo desde estratégias de posicionamento até o desenvolvimento de novos produtos.

Professores

  • Profa. Caroline Salvan Pagnan
  • Professora pesquisadora da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais. Doutoranda em Design pela UEMG, possui Mestrado em Engenharia de Materiais na Redemat - Rede Temática em Engenharia de Materiais (UFOP - UEMG - CETEC) com linha de trabalho na área de polímeros. Graduada em Design de Produto pela Universidade do Estado de Minas Gerais - Escola de Design. Integrante do Grupo de Pesquisa do CNPq vinculado e certificado pela instituição UEMG. Realiza pesquisa em biopolímeros, colorantes naturais, prototipagem rápida e fabricação digital e o protagonismo feminino no design. Possui experiência profissional na área de Design de produto com desenvolvimento e gestão de projetos em diversos setores. Acesse o currículo lattes.

  • Profa. Andreia Salvan Pagnan
  • Mestre em Design na universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG com linha de pesquisa em técnicas de beneficiamento do quartzo a ser aplicado no design de joias. Pós-graduada em Design de Gemas e jóias na Universidade do Estado de Minas Gerais (2011). Graduada pela faculdade Centro Integrado de Moda em Design e Negócios da Moda (2008), área em que lecionou nas disciplinas de Metodologia Projetual do Design, e Orientação de Projeto de Graduação. Graduada em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1996). Atuou em pesquisas junto ao Centro de estudos em design de gemas e joias- CEDGEM na Universidade do Estado de Minas Gerais- UEMG, com uso de incrementos à cerâmica com a finalidade de melhora na sua resistência mecânica a ser aplicada no design de joias. Acesse o currículo lattes.

  • Prof. Carlos Miranda
  • Doutor em Engenharia de Materiais pela REDEMAT (UEMG,CETEC,UFOP), Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Minas Gerais, Bacharel em Design Industrial pela Universidade do Estado de Minas Gerais e Técnico em Mecânica Industrial formado pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais. Professor de Educação Superior PES VI-A da Universidade do Estado de Minas Gerais - Escola de Design. Professor Colaborador do PPGD - Programa de Pós Graduação em Design - Mestrado em Design da Escola de Design / UEMG. Professor Adjunto I, no curso de Engenharia de Produção do IBMEC/MG. Tem experiência na área de Design Industrial, com ênfase em Desenvolvimento de Produtos, atuando profissionalmente e prestando consultoria nas áreas de Design de Embalagem e Gestão do Design, Administração de Materiais e Logística. Acesse o currículo lattes.

  • Prof. Eduardo Wilke
  • Mestre em Design - área de concentração Design, Inovação e Sustentabilidade - Especialista em Gestão do Design nas Micro e Pequenas Empresas, ambos pela Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG; graduação em Desenho Industrial pela Fundação Universidade Mineira de Arte - FUMA, atual UEMG. Atuou na Escola de Design da UEMG - Ubá como professor das disciplinas Prática Projetual III, IV e V, Metodologia Aplicada ao Design; orientador e coordenador da disciplina Projeto de graduação em Design de Produtos e subcoordenador do Curso. Atualmente leciona nas disciplinas Estudos de Mercado, Fatores Econômicos, orienta projetos de graduação. Criou e orienta alunos no Grupo de Estudos "Mobiliário". No curso de Pós-graduação Lato-Sensu Design de Móveis leciona a disciplina Gestão da Produção e no curso de Gestão do Design ministrou aula-palestra Estratégias de design e empreendedorismo. É gestor do convênio SEBRAE - UEMG no Programa SEBRAEtec, Representante da UEMG junto a ABNT - ABNT/CEE-219 - PROJETO 219:000.000-001 - Serviços de design ? Terminologia. Pesquisador do CEMA - Centro de estudos em Design da Madeira da Escola de Design - ED da UEMG, atuando nos APLs de polos moveleiros: projetos AVALOR no Vale do Jequitinhonha e Mucuri, Projeto CERTIM na região de Uberaba e Projeto Totalmente Design na RMBH, Ubá e Uberaba. Professor e pesquisador no Centro Design Empresa da ED, tutor e consultor para candidatos e empreendedores da D. Incubadora de Negócios Criativos. Empreendedor e empresário atuou também em indústrias moveleiras na área industrial, comercial e de marketing. Hoje consultor e palestrante nas áreas de gestão do design, empreendedorismo e economia criativa. Consultor em Design e Redesign de produto e serviços, layout corporativo e industrial. Membro da ABERGO - Associação Brasileira de Ergonomia atua em Macroergonomia e Ergonomia relacionada a mobiliário. Acesse o currículo lattes.

  • Profa. Eliane Ayres
  • Bolsista de produtividade nível 2 do CNPq e membro da Câmara de Assessoramento TEC (Arquitetura e Engenharias) da Fapemig (2016-2018). Graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1979), mestrado (2002) e doutorado (2006) em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal de Minas Gerais. Possui experiência em indústria química onde atuou como pesquisadora em laboratório de pesquisa e desenvolvimento na área de síntese de polímeros acrílicos (emulsão, solução e suspensão) e poliuretanos (1979-1990). Foi bolsista de desenvolvimento tecnológico e industrial (DTI) (2007-2008) no laboratório de polímeros e compósitos da UFMG em projeto de pesquisa abordando a produção de nanopartículas de poliuretano para aplicação no segmento de adesivos. Desde 2009 é professora de ensino superior nível VI-C da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). Atua principalmente no programa de pós-graduação stricto sensu de mestrado e doutorado em design na área de Tecnologia, Materiais e Ergonomia e como professora permanente da pós-graduação em engenharia de materiais da REDEMAT (Rede Temática em Engenharia de Materiais UFOP-UEMG). Desenvolve projetos de pesquisa interdisciplinares envolvendo a modificação e aplicação de materiais poliméricos para diversos fins. Acesse o currículo lattes.

  • Prof. Luiz Godinho
  • Possui doutorado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2016), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), especialização em Gestão Estratégica de Marketing pelo CEGE/UFMG (2001) e graduação em Comunicação Social, com ênfase em Publicidade e Propaganda, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1998). Tem experiência na área de docência em Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando também com os seguintes temas: estratégia, fidelização, atendimento, satisfação e serviços. Também atua como consultor de pequenas e médias empresas na área mercadológica. Acesse o currículo lattes.

  • Prof. Marcos Breder
  • Tem se dedicado ao estudo e prática dos temas empreendedorismo, inovação e design. Atualmente compõem o quadro de docentes da Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais, B.I international e UNA. É sócio/ estrategista na empresa Larange Thinking. É palestrante e tem ministrado cursos sobre modelos de negócios a empreendedores e interessados. É certificado pelo SEBRAE no EMPRETEC. Atuou como diretor regional da ABEDESIGN e como consultor de design estratégico para empresas do Stetik Group. Especialista em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral (BH-MG), mestre em Engenharia de Materiais (UFOP/MG), graduado em design pela Escola de Design da UEMG. Lecionou no curso de design da Universidade FUMEC entre 2004 e 2009. Conta com publicações e prêmios no Brasil e exterior, vencedor do 2o Prêmio Cultura Empreendedora promovido pelo SEBRAE-MG, categoria ensino médio. Acesse o currículo lattes.

FabLab Design 2016: Atendimento e pesquisa em novas tecnologias de fabricação digital

O FabLab Design do Centro Design Empresa é um projeto que busca atender e oferecer acesso a novas tecnologias de fabricação digital, como usinagem CNC, impressão 3D e corte a laser, com foco na fabricação de protótipos e pequenas séries de produtos. Integrantes: Artur Caron Mottin, Carlos Alberto Silva de Miranda, Caroline Salvan Pagnan, Eliane Ayres, André Carvalho Silva Mol, Lia Paletta Benatti.

Fortalecimento da identidade e melhorias contínuas nos processos para D. Incubadora de Empresas e Negócios de Design

Projeto desenvolvido com o objetivo de promover o fortalecimento da marca e da identidade e garantir melhorias contínuas nos processos do programa de incubação do Centro Design Empresa da Escola de Design da UEMG (antiga D. incubadora, atual Programa Eureka) apoiando negócios inovadores e criativos em Minas Gerais. Integrantes: André Carvalho Mol Silva, Samantha Moreira, Isabelle Maluf Fernandes, Cristiane Aguiar Vieira, Dayana Quirino Pimenta de Carvalho, June Marques Fernandes, Diulia Silva Almada.

Grupo Descoberta

Orientação de alunos no desenvolvimento de Identidade Visual para grupo de artesãos da cidade de Brumadinho, MG. O atendimento fez parte do Programa de Atendimento e Inserção do Design nas Empresas, do Centro Design Empresa, que visou trabalhar a capacitação dos alunos da graduação em situações projetuais reais. Coordenador: André Carvalho Mol Silva.

Modelos 3D como recurso didático para difusão das fases de desenvolvimento do mosquito Aedes Aegypti

O projeto busca desenvolver modelos tridimensionais do mosquito Aedes Aegypti para utilização na difusão do conhecimento sobre as fases de desenvolvimento do mosquito junto a crianças, adolescentes, comunidade em geral e pessoas de baixa acuidade visual. O projeto é uma realização em parceria com o Instituto Osvaldo Cruz - Fiocruz, a Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF e a Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG. Integrantes: André Carvalho Mol Silva, Carlos Alberto Miranda, Lia Paletta Benatti, Ivan Mota Santos, Artur Caron Mottin, Caroline Salvan Pagnan, Victor Dadamos de Araújo, Glaucia Soldati Dias.

Identificação de demandas de design na Feira de Orgânicos da Pampulha

O projeto tratou-se do desenvolvimento do primeiro atendimento a uma feira livre previsto no Programa Feira Livre, onde a cada semestre foram desenvolvidos projetos de design para diferentes feiras livres de Belo Horizonte e região metropolitana. Por se tratar de uma feira livre de pequena estrutura (apenas dois expositores) e por serem realizadas nas proximidades da Escola de Design, a Feira de Orgânicos da Pampulha (organizada e supervisionada pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte) foi escolhida para o projeto piloto do Programa Feira Livre. O projeto adotou uma abordagem etnográfica (observação, registro fotográfico, entrevistas e questionários) para levantamento de demandas por parte dos feirantes e visitantes. A partir da análise das demandas identificadas foram desenvolvidos estudos de soluções, aprimoramento de propostas, definição e apresentação de possibilidades projetuais (considerando-se a capacidade dos alunos em desenvolver suas propostas e de sua adequação ao contexto estudado). Integrantes: André Carvalho Mol Silva, Lia Paletta Benatti, Luiza Magalhães Côrtes, Alice Lopes Siqueira, Cristina Marcelle Pinho Ribeiro, Thiago Augusto Santos, Raphaela Peixoto Mourão Rangel, Bruna Reis Venuto, Anna Luísa Dornela Gonçalves, Jéssica Cristina Franco Fuzeri, Victor Hugo Machado de Oliveira, Bruna Costa Santos, Gabriela Melo Moreira Batista, Allana de Cássia Batista Barroso, Ana Leda Vilela Abdelnoor, Juliana dos Santos Entreportes, Bárbara Maria Martins da Silva, Wellington dos Reis Andrade Júnior.

ASA: design e artesanato

Atendimento a Associação das Senhoras Artesãs de Ouro Preto/MG com o objetivo de avaliar suas ações empreendedoras e propor, através do design, alternativas que promovam a sustentabilidade econômica da associação. Integrantes: André Carvalho Mol Silva, Lia Paletta Benatti, Clara Carmo Dias, Clara de Melo Trindade, Clara Morais Parreiras, Gabriela Caroline Neves Sanches, Lucas de Arantes Belatto.

Tecnologias de prototipagem tridimensional FDM na autoprodução de objetos de uso residencial

O uso de tecnologias de prototipagem rápida para produção de pequenas séries de produtos é algo que vem sendo estudado continuamente. Seu baixo custo produtivo e sua flexibilidade de aplicação, faz com que esta tecnologia seja hoje a mais viável economicamente e simples de ser utilizada. Este trabalho visa focar seu estudo nos equipamentos do laboratório FabLab do Centro Design Empresa da Escola de Design, contemplado no edital 63/2013 do CNPq para aquisição de equipamentos, e contará com 3 tipos diferentes de impressoras 3D com tecnologia do moldagem por fusão com 3 tipos materiais diferentes (PLA, ABS e NILON) disponíveis para estudo. O estudo tem por objetivo mapear as limitações de materiais e da própria tecnologia no desenvolvimento de peças e produtos de uso residencial utilizando estes equipamentos. Além disso, permitirá criar um material de apoio aos usuários deste laboratório, disponibilizando uma interface de comunicação clara entre as possibilidade da tecnologia e suas limitações. Integrantes: Artur Caron Mottin - Coordenador e Nathália Santos Depollo.

Design e Educação: as motivações para a escolha da carreira pelos estudantes dos cursos de graduação em design da UEMG

A pesquisa teve como propósito analisar o conhecimento prévio que os discentes nos cursos de design da UEMG têm da profissão, e, analisar as motivações que os levaram à escolha dessa carreira. Traçando uma perspectiva que serviu como base para conhecer algumas das expectativas acadêmicas e profissionais dos discentes dos cursos de design oferecidos pela UEMG, na Escola de Design, os resultados dessa pesquisa podem servir como subsídio para que os professores possam repensar as práticas de ensino nos cursos desta instituição. Para alcançar este objetivo, metodologicamente foram realizadas pesquisas com alunos do 1º, 5º e 7º períodos dos cursos de design de produto, gráfico e ambientes, a fim de se obter um perfil do esquema motivacional dos alunos. Após a formulação e aplicação dos questionários, os dados foram compilados e analisados a fim de produzir tabelas e gráficos comparativos acompanhados das respectivas. Integrantes: Artur Caron Mottin, Samantha Cidaley Oliveira Moreira, Katarine Inis Soares Santos, Marli da Silva Amaral.

D. Incubadora de Empresas e Negócios de Design: núcleo de prototipagem e apoio ao empreendedor

O objetivo deste projeto foi a criação de um núcleo de prototipagem para apoiar empresas nascentes junto ao habitat de inovação D.Incubadora de Empresas e Negócios de Design. Dentre os vários modelos de negócios explorados e possíveis, observa-se que as empresas vinculadas à D.Incubadora tipicamente empreendem serviços de apoio a outras empresas, ou produtos diferenciados pelo design. Assim, esta proposta se justifica na medida em que o núcleo de prototipagem atende diretamente às necessidades de materialização de ideias e conceitos dos negócios incubados que desenvolvem produtos, ao mesmo tempo em que deve ser utilizado para apoiar atividades inovadoras de empresas nascentes atendidas pelos negócios incubados na D.Incubadora. Este projeto foi um grande passo no enfrentamento à defasagem tecnológica comparada, quando se leva em conta centros de prototipagem internacionais. A tecnologia e o desenvolvimento da competência foram valiosos ainda para a formação de recursos humanos, em especial para os alunos dos cursos de graduação e pós-graduação em Design da UEMG, entenda-se que estes cursos são o grande celeiro de talentos que empreendem junto à nossa incubadora. Integrantes: Artur Caron Mottin, Paulo Miranda de Oliveira, André Carvalho Silva Mol, Samantha Cidaley Oliveira Moreira, Érico Franco Mineiro.

Ambientação e Desenvolvimento de Mobiliário para o 1º Andar da Escola de Design | UEMG

O objetivo do projeto é o desenvolvimento de mobiliário e ambiência para área de convívio da Escola de Design / UEMG fazendo uso de materiais refugados da indústria como paletes, materiais poliméricos e outros refugos passíveis de utilização na construção das estruturas. Integrantes: Artur Caron Mottin, André Carvalho Silva Mol, Samantha Cidaley Oliveira Moreira, Priscila Bruna Medeiros Ferreira, Clarice Fontoura Barroso.

Design de embalagens

Levantamento dos conhecimentos relacionados aos fatores evolutivos do conceito de embalagem e sua relação com o mercado, análise da importância da embalagem na cadeia produtiva como fator de competitividade e desenvolvimento e identificar as tendências de consumo e percepção dos consumidores. A partir destes objetivos, pretendeu-se aplicar a metodologia proposta e buscar a confrontação dos dados obtidos em levantamentos bibliográficos em um estudo de caso, delimitado na escolha de um segmento específico de mercado de produtos de consumo, os refrigerantes. A limitação deste estudo, no que tange à percepção dos consumidores, a qual foi mensurada através de entrevistas, também se estabeleceu na escolha da região metropolitana de Belo Horizonte, que delimita as variáveis relacionadas à caracterização da categoria, variedade e disponibilidade de produtos. Integrantes: Carlos Alberto Silva de Miranda, Diego Gonçalves Silva.

Aplicação de ferramentas de prototipagem rápida para o desenvolvimento de recursos didáticos para o ensino em escolas públicas

O estudo tem por objetivo compreender o contexto do ensino em escolas públicas, mapear as limitações e possibilidades dos recursos e equipamentos de prototipagem rápida e investigar os meios por meio dos quais o design pode atuar como ferramenta de melhoria da didática do ensino em escolas públicas, utilizando-se de recursos de prototipagem rápida como impressão 3D, corte a laser e usinagem disponíveis no FabLab Design do Centro Design Empresa da Escola de Design | UEMG. Integrantes: Caroline Salvan Pagnan, Rafaella Santos Rêda.

BHTrans - Desenvolvimento de Bicicletários

Desenvolvimento de uma linha de bicicletários para a implantação em pontos estratégicos de Belo Horizonte - MG. Integrantes: Caroline Salvan Pagnan, Carlos Alberto Silva de Miranda, Pedro Henrique Pereira Nascimento, Leonardo Oliveira Muller, Lucas Resende, Silvia Xavier, Hemilly Brugnara Lara, Natália Miti Elorde Morita.

Tecnologias de prototipagem aplicadas ao ensino: o processo do design no suporte à aprendizagem

A proposta de estudo define como o objetivo geral a aplicação do processo de design como estratégia para aprimorar o ensino e aprendizagem do desenho técnico, otimizando tempo e recursos para tal finalidade. A partir desta definição, estipulam-se os objetivos específicos como: mapeamento dos recursos didáticos já utilizados nas disciplinas de desenhos técnicos em cursos técnico/profissionalizantes e cursos superiores; desenvolvimento de propostas de novos recursos que visem otimizar o ensino e o aprendizado a partir das tecnologia de prototipagem rápida; avaliação do material desenvolvido por professores da disciplina e verificação de efetividade da proposta. Integrantes: Lia Paletta Benatti, Bárbara Arantes de Paula, Luiza Magalhães Cortês.

As premiações de design como prática projetual para o futuro: inspirações sociais e técnicas de trabalho para o futuro profissional

Além de mapear e entender a grande busca de professores e alunos da ED-UEMG pela participação em premiações de design, é importante também entender os concursos como grandes mapeadores de tendências. Muitas destas competições têm buscado apresentar propostas com os novos problemas sociais, desta forma, se tornando um grande desafio projetual, uma vez que grande parte dos cursos de formação superior em design ainda têm, como maior preocupação a graduação do profissional para a atuação tradicional no mercado, atendendo principalmente a indústria. Este modelo se mostra cada vez mais desatualizado, uma vez que diversos autores indicam a situação atual de mercado como complexa e dinâmica, diferenciando das décadas passadas pela quantidade e diversidade de problemas e soluções causadas por novos comportamentos sociais, globalização, redes e mídias sociais, tecnologias de prototipagem, barateamento de produção, crises econômicas, apresentando-se como um cenário futuro ao designer repleto de novas possibilidades. Integrantes: Lia Paletta Benatti, Pedro de Oliveira Brandão.

Melhoria de processo artesanal - Cachaça JM

Detalhamento dos custos de cada produto produzido pela João Mendes; ajuste do custo ao preço de venda; mensuração da capacidade produtiva atual em comparação com a demanda identificada; levantamento dos processos produtivos; detalhamento técnico de todos os produtos; pesquisa e orçamento de novos processos com o objetivo de agilizar a produção dos produtos atuais; avaliação estética dos resultados da aplicação dos novos processos; adaptação dos novos processos a linha de produção (inserção de mão de obra ou maquinário específico, terceirização de etapas produtivas, etc); análise e comparação dos resultados obtidos com os dados previamente levantados pela empresa; definição de metas produtivas e formação de estoque. Integrantes: Lia Paletta Benatti, André Carvalho Mol Silva, Fabiana Bergamaschine Giovani, Ana Carolina Assis Ribeiro, Cleiderson Sousa.

Framework para Caracterização Organizacional e Setorial de Capacidades e Inovação em Design

O objetivo deste projeto de pesquisa foi o delineamento de uma estrutura genérica capaz de caracterizar capacidades e inovações inovações em design em termos das dimensões relevantes ao campo, situadas em organizações e setores industriais diversos. Esta pesquisa se justifica uma vez que, por um lado, se verifica na literatura pertinente ao campo do design grande confusão conceitual acerca das competências de design, por outro, apesar das tentativas de se estabelecer modelos para diagnósticos de design em empresas, os modelos existentes são pouco estruturados e exacerbadamente subjetivos. Além disso, não se encontra na literatura modelos que possam ser aplicáveis em setores produtivos como um todo, mas somente em organizações isoladas. Quando comparado a outros campos, pode-se observar que tanto a administração quanto as engenharias têm frameworks estabelecidos para caracterização da inovação em seus domínios, assim como competências claras e relativamente bem definidas, fatores estes fundamentais para a inovação tecnológica ou mercadológica, enquanto que no âmbito do design a ausência de uma estrutura bem definida para caracterização da inovação em design, assim como das capacidades e competências do campo se apresentam como obstáculos tanto para avanços teóricos, quanto para a efetiva inserção do design nas agendas pública e empresarial da inovação. Integrantes: Marcos Breder Pinheiro, Érico Mineiro, Iwana Sampaio Raydan.

Desenvolvimento de coletor de pilhas e baterias para transporte público (ônibus)

Desenvolvimento de coletor para pilhas e baterias para uso em transporte público (ônibus) de Belo Horizonte/MG. Projeto realizado em parceria com a Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais - FEAM/MG e financiado pela FAPEMIG. Integrantes: Robert Luiz Gomes, Artur Mottin, Magnun Jaider Damaso Nunes, Mateus Oliveira Bistene.

Processando sua requisição
Por favor, aguarde...